Esqueci minha senha
Webmail
 
 

Notícias

03/04/2014 - SC: Denúncia de negligência em atendimento

Bebê morre após parto em Balneário Camboriú e MPSC investiga caso

Segundo família, morte do recém-nascido foi causada por negligência.

Secretário de Saúde diz que morte vai ser apurada.

O Ministério Público estadual vai investigar o caso do bebê que morreu algumas horas depois do parto no Hospital Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú, no Vale do Itajaí. Segundo a família, a morte do recém-nascido foi causada por negligência no atendimento médico. A mãe, Josiane Sanambaia, alega que havia completado o período de gestação, tinha recomendação para fazer cesárea, mas foi induzida ao parto normal.

Na última segunda-feira (31), o pai da mulher registrou um boletim de ocorrência contra a unidade de saúde e protocolou denúncia na 6ª Promotoria de Justiça de Balneário Camboriú. Ela contou que ao fazer 38 semanas, seu obstetra escreveu uma carta recomendando não poderia fazer parto normal, pois teve uma gestação complicada.

Na quarta (26), não aguentando mais as dores, a mulher contou que retornou para o hospital com 40 semanas e 3 dias de gestação. Josiane disse que só foi internada à noite e passou a madrugada sentido muita dor, até entrar em trabalho de parto, mas a recomendação do obstetra não foi seguida.

O MP informou que o promotor não poderia dar mais informações até as 16h de ontem O G1 também entrou em contato com a Diretoria do Hospital, mas a reportagem foi informada por volta das 17h que a equipe estava em reunião e não poderia falar.

Já o secretário de Saúde de Balneário Camboriú, Marco Otílio Duarte Rodrigues, disse que a morte do bebê vai ser apurada pela Secretaria para verificar se houve responsabilidade ou não. "É um caso isolado. Nossa taxa de mortalidade é muito baixa, de 0,6% anualmente", declarou. (RBS)

« Anterior   Próxima »
Voltar